Quem faz a Gema – Papo com Empreendedores #1

11093998_1583938515221991_1425206289_o

Empreendedor desde os 17 anos, Eduardo Augusto de Barros já participou ativamente em quatro startups, dentre as quais três faliram. Hoje, dedica-se full time à Agatha Systems, uma ferramenta robusta e fácil de usar, para que as empresas possam atrair, conhecer e engajar seus clientes, oferecendo uma experiência única e personalizada.

Sempre otimista, Eduardo entende a importância de ter começado a empreender cedo, aprendendo com cada empreitada nova que participou. Leia Mais

Bom humor contagia

IMG_6251
Meia hora na portaria do Edifício Brasília, por Luisa Ribeiro
Precisava buscar meu visto no consulado da Angola do Rio para viajar algumas horas depois de SP. Já acordei na correria, pensando em tudo que eu teria que fazer antes de embarcar… Todas as pendências que precisaria resolver. Logo o calor da ansiedade tomava conta. Quando cheguei no consulado fui surpreendida pelo porteiro que me avisou que o elevador que leva para o andar do consulado só começaria a funcionar as 8h. Isso significa que ficaria meia hora esperando. 30 minutos para esse o meu dia corrido parecia uma eternidade.
Mas ali fiquei em frente ao elevador. Vai que ele se sensibilizava com a minha pressa e abria mais rápido.E forçada a esperar, comecei a observar o movimento do prédio. Os bom dias eram entoados como mantra. E quanta animação logo cedo! O porteiro Francisco era o bom humor em pessoa e cumprimentavam todos que chegavam pelo nome. E mostrava uma certa familiaridade com boa parte das pessoas que ali trabalhavam. ‘Oi Luciana, bom dia. Acorda Luciana, está dormindo em pé?’

Leia Mais

Hoje empresas de sucesso, ontem startups aceleradas

Muito se fala sobre os benefícios que um programa de aceleração traz e o impacto que ele causa nas startups em sua jornada rumo ao sucesso. Pensando nisso resolvemos abordar nesse post cases reais de startups que foram aceleradas e que conseguiram extrair o máximo de valor dos programas e das oportunidades que ele traz. Algumas alcançaram o cobiçado status de Unicorn e outras estão no caminho.

Entering Startup

As startups vêm de realidades diferentes e buscam coisas diferentes no momento de sua entrada nos programas de aceleração, dificilmente se chegará a um consenso de qual beneficio oferecido é o mais relevante, mas o ponto principal é que todas consigam achar o seu caminho de crescimento e se destacar entre tantas outras.

Leia Mais

Myth Busters: quebrando alguns mitos de Branding para Startups

Qual a única diferença objetiva entre uma marca de uma startup e uma marca consolidada? Tempo…o resto deve residir na capacidade de desenvolver essa marca para que ela consiga ganhar relevância na vida de alguém, para que ela melhore algo na vida das pessoas. Isso é o core do conceito de Branding, ou Gestão de Marca, e vale tanto pro Google quanto pra sua startup de 1 mês. Afinal, marcas com mais de 10 anos não estão ativas só por força do dinheiro que possuem pra investir em propaganda na Globo, mas sim pelo valor que elas, dia após dia, entregam aos seus consumidores, seja esse valor intrínseco, seja simbólico….ou preferencialmente, ambos.

1 – Branding é uma preocupação para grandes empresas, como Apple e Coca Cola. Mito! Sua startup já possui um MVP? Já pode faturar? Então você deveria sim se preocupar com a sua marca! Não vamos nos esquecer de que a Apple já foi uma startup de garagem e que o Facebook ainda nem entrou na adolescência com seus meros 10 anos de existência. Existem muitas definições pra o que é uma marca, mas no final do dia, ela reflete um conjunto de percepções na cabeça do consumidor, sobre o que essa marca diz e sobre o que ela faz. Se uma marca promete algo e não cumpre, por menor que ela seja, isso não vai lhe fazer bem no longo prazo.

caozinho Leia Mais

Escalonável ou Escalável?

 

The Big Bang Theory, Season Three

Desde 2011, quando comecei a me envolver mais fortemente com empreendedorismo e com o fantástico mundo de startups no Brasil, ouço sistematicamente alguém falando que “o negócio é facilmente escalonável” (sic).

Preciso confessar que me causa um certo arrepio sempre que ouço o termo sendo empregado nesse contexto.

Como boa e (nem tão) velha engenheira, escalonar para mim tem a ver com álgebra linear e escala log-log.

Segundo o dicionário, que não fez engenharia, e portanto tem uma sugestão mais imparcial e menos nerd, escalonar significa organizar, distribuir obedecendo uma sequência lógica ou compatível.

Por que raios a relação com o mundo de investimento e startups?

Leia Mais